Skip to main content

#Storage With Style

The constant search for storage is a plague every homeowner suffers. No matter how many closets, cabinets, nooks and crannies we have, it always seems there is never enough.
Storing everything from record collections to books, office supplies, or toys, sometimes it is a big headache.

Take a moment and look around and see the different  possibilities for storing your belongings in a stylish way.
  
The open shelving works great as a room divider, and provides easy access from both sides.A few baskets in plain sight work particularly well to encourage young ones to clean up after themselves.

The Southbury is a versatile, modern design that can be used as either a room divider or shelving storage unit and easily moved on its 4 high quality metal, rubber coated wheels. This appealing design has masses of useful storage space.




Library to use double-sided or wall, it consists of five shelves in walnut supported by a light structure of square section in ottone striato. 

When the space is tight, the design should be done for easy organization. 
Where everything has it's own cubby (DVDs here, magazines there), tidying up is a cinch.
This eponymous design provides ample storage space for your books and media.
This mini COMB wall shelving unit offers unusual forms, detailed workmanship, and trendsetting design.



A set of five hexagonal, wall-mounted storage frames.


Hanging objects on the walls is a great solution when the space is tight.
Who says shelves are boring?  This Large Raw Oak Shelf Ladder provides a quirky yet practical solution to all your storage and shelving needs. With its clean lines and simple shape modelled on the traditional stepladder, this individual wooden shelving unit will add a little bit of style to any room

The key to great storage it is efficiency using every inch of your home.


Comments

Popular posts from this blog

Aprender a ser prostituta

Com o objectivo de descrever as ocupações existentes no país, o governo brasileiro criou no site do Ministério do Trabalho e Emprego, um manual de como ser uma boa prostituta. No item 5198 é descrita passo-a-passo a actividade de prostituição, desde a abordagem ao cliente até a satisfação dele.

Este "manual" é de facto "muito pedagógico", já que os conselhos nele fornecidos, vão desde a forma de poupar e aplicar o dinheiro, até sugestões directas de como atender o cliente.

O manual está dividido em sete partes: conseguir clientes, minimizar as vulnerabilidades, atender clientes, acompanhar clientes, administrar orçamentos, promover a organização da categoria e realizar acções educativas no campo da sexualidade.

Para os interessados, fiquem a saber que, e, segundo o manual, uma prostituta, só alcança o pleno desempenho da sua atividade após dois anos de experiência.

Por isso meus amigos, se pensarem em recorrer à ajuda de uma profissional do sexo, a primeira pergunta qu…

Habbo Hotel

Fazer amigos, beber um copo no bar, dar uns passitos de dança na discoteca ou um mergulho na piscina. Tudo é possível neste hotel, frequentado diariamente por milhões de adolescentes de todo o mundo... e tudo, sem sair de casa.

A ideia é semelhante à de outros programas de conversação, mas com bonecos. Para entrar nesta unidade hoteleira virtual é preciso criar um personagem, que é adaptado ao sexo, tom de pele, penteado e guarda-roupa que o utilizador escolher. Depois, é só entrar e interagir com os outros utilizadores.

Neste mundo cada dia mais "virtualizado", em que as pessoas cada vez mais fogem das relações reais, um hotel para encontros virtuais, era só mesmo o que faltava...
(via iol)

Crucifixos fora das escolas públicas por ordem do Governo

Ministra da Educação diz não querer atacar a Igreja Católoca, mas antes fazer alguma pedagogia e demonstrar igual respeito por todas as religiões. Os ofícios com a ordem governamental já começaram a chegar às escolas onde os símbolos religiosos ainda permanecem visíveis

Embora ache que há cruzes muito mais importantes com que o governo se devia preocupar, e essas sim deviam ser uma prioridade, pois são cruzes demasiado pesadas e estão nos ombros dos portugueses, como é o caso dos impostos, do desemprego, etc...Não posso deixar de concordar com a atitude. Afinal, e embora a população portuguesa seja maioritariamente católica, não nos podemos esquecer que vivemos numa democracia e que temos que levar em consideração todas as outras ideologias religiosas, parece-me por isso uma medida acertada e coerente a de retirar os crucifixos das escolas públicas.
Não há que impôr nenhuma religião a ninguém, há que educar e respeitar a liberdade de escolha de cada um.