Skip to main content

Blackberry and Meyer Lemon Gin and Tonics

The good thing about gin and tonics and that the base of the drink is already there: gin, and tonic. You can add pretty much anything you want to this drink and it will be yummy. I add raspberries a lot, sometimes blueberries or basil, and sometimes-just mint. Whatever I have extra of really. This however has been by far my favorite flavor collaboration. I hope you all enjoy it as much as I did!


Blackberry and Meyer Lemon Gin and Tonics
Serves 4
Ingredients:
12 blackberries
20 fresh mint leaves
2 Meyer lemons (can sub. regular lemons)
1/4 cup simple syrup
12 ounces good quality gin
tonic water
ice

Directions:
1. Set out four high ball glasses.
2. Place 3 blackberries, 5 mint leaves, juice of ½ lemon, and 1 tablespoon simple syrup in each glass and muddle together.
3. Fill each glass with ice, followed by 3 ounces of gin. Top off each drink with tonic water, stir and serve.


Enjoy it!

Recipe and photo:spoon fork bacon

Comments

Popular posts from this blog

Scandinavian Trends

If you are a fan of the beauty and the simplicity of the nordic style, the House Doctor brand is perfect for you. For this coming autumn/winter they combine the brightness of the Scandinavian design with a cosy bohemian atmosphere. You will find materials, shades and surfaces which will combine your décor with an aesthetic look and an atmosphere of harmony. Nature Side Table Their pieces are simple but make a true statement and fit so well in any interior, like this charming  Nature Side Table.  I'm really in love! Otto table lamp
Twice wall lamp OPAL grey pendant lamp In this season, glassware will form a great trend in the décor. Everything from vases and lanterns to decorative items lamps will provide the décor.

You will find different styles and finishes of Rattan chairs and stools with bohemian vibes.
Dot Vase in White Glazing The combination of burned and cold colours will create a natural and balanced look which enables you to experiment with all sorts of materials.
Discover more at L…

Crucifixos fora das escolas públicas por ordem do Governo

Ministra da Educação diz não querer atacar a Igreja Católoca, mas antes fazer alguma pedagogia e demonstrar igual respeito por todas as religiões. Os ofícios com a ordem governamental já começaram a chegar às escolas onde os símbolos religiosos ainda permanecem visíveis

Embora ache que há cruzes muito mais importantes com que o governo se devia preocupar, e essas sim deviam ser uma prioridade, pois são cruzes demasiado pesadas e estão nos ombros dos portugueses, como é o caso dos impostos, do desemprego, etc...Não posso deixar de concordar com a atitude. Afinal, e embora a população portuguesa seja maioritariamente católica, não nos podemos esquecer que vivemos numa democracia e que temos que levar em consideração todas as outras ideologias religiosas, parece-me por isso uma medida acertada e coerente a de retirar os crucifixos das escolas públicas.
Não há que impôr nenhuma religião a ninguém, há que educar e respeitar a liberdade de escolha de cada um.

Aprender a ser prostituta

Com o objectivo de descrever as ocupações existentes no país, o governo brasileiro criou no site do Ministério do Trabalho e Emprego, um manual de como ser uma boa prostituta. No item 5198 é descrita passo-a-passo a actividade de prostituição, desde a abordagem ao cliente até a satisfação dele.

Este "manual" é de facto "muito pedagógico", já que os conselhos nele fornecidos, vão desde a forma de poupar e aplicar o dinheiro, até sugestões directas de como atender o cliente.

O manual está dividido em sete partes: conseguir clientes, minimizar as vulnerabilidades, atender clientes, acompanhar clientes, administrar orçamentos, promover a organização da categoria e realizar acções educativas no campo da sexualidade.

Para os interessados, fiquem a saber que, e, segundo o manual, uma prostituta, só alcança o pleno desempenho da sua atividade após dois anos de experiência.

Por isso meus amigos, se pensarem em recorrer à ajuda de uma profissional do sexo, a primeira pergunta qu…